sexta-feira, março 27, 2009

Há muito que não escrevo um post

Os meses de janeiro, fevereiro e março passaram rápido e eu fui adiando sempre a escrita de um novo post. A crise social, de valores e económica fizeram com que os trabalhadores no activo tivessem que trabalhar mais, imagine-se só que a maior entidade representativa dos pais e encarregados de educação do país portugal apelam ao ministério da educação condições físicas, humanas e financeiras, de forma a que os seus filhos, do primeiro ciclo, permaneçam 12 horas por dia na escola, para assim possibilitar os seus progenitores a trabalhar das 8:30h até às 19:00h. Enfim a meu ver isto está uma verdadeira confusão, por um lado o governo português melhorou a lei agora chamada lei parental, de forma a inverter a curva decrescente no que respeita ao nascimento de criancinhas, e pelo outro lado, as entidades governamentais assim como as patronais exigem às pessoas mais horas de trabalho e as escolas e os professores, bem esses que eduquem os filhos dos outros, que por sua vez são os seus alunos. Bem, esta conversa toda é só um desabafo e claro está, tenho trabalhado muito como professora e os meus filhos têm sido principalmente educados e/ou trabalhados, no caso do Pedro por professores e terapeutas. O que vale é que os miúdos precisam mesmo de intervalos lectivos e assim sendo e neste caso ainda bem que sou professora porque vou-me deliciar com pelo menos uma semana de férias onde claro está poderei usufruir mais da minha família. Apesar de tudo isto o pedro cresce feliz e contente, tenho o cuidado de diariamente não descuidar-me na atenção que eu julgo necessária, não só para o pedro como também para a sua irmã. Já agora e para colmatar este post, para quando uma verdadeira política de defesa da família ou pelo menos das crianças e jovens de este país, que obviamente não passa apenas pela formação académica senão também pela formação afectiva e formativa no que respeita aos valores e às atitudes, que ao meu ver os pais têm uma importância fundamental.

6 comentários:

LeticiaBúrigoTK-1288 disse...

Oi mãe do Pedro, muito prazer!

Foi seguindo as suas palavras que comecei meu post deste dia, e aproveitei a oportunidade para te citar no Prêmio Grandes Atitudes.

Um beijo nesta linda família, e aproveito para te perguntar: Cadê o sorvete do Pedro na foto?

http://educacaocondutiva.blogspot.com/2009/04/grandes-atitudes.html

Com amor,
Leticia

mãedopedro disse...

Muito obrigada Letícia, é com agrado que espretei o teu blog e diga-se que fizeste boas escolhas no que respeita a blogs de mães e pais especiais, tão simplesmente por serem pessoas especiais. É interessante verificar que os nossos filhos especiais fizeram de nós as pessoas que somos, de norte a sul de Portugal e do outro lado do atlântico, no que respeita ao Brazil. Prometo ver com mais atenção o teu blog e desejo-te tudo de bom para ti e para os teus.
Emília

Mãe Sisa disse...

maedopedro,
não posso concordar mais consigo.
Todas as medidas que têm sido tomadas e anunciadas como "o melhor que se pode fazer pelas famílias" têm aplicações finais muito questionáveis... o chamado "reverso da medalha" é realmente o oposto do que as famílias necessitam e merecem.
Também acho muito incorrecto que sejam os educadores/professores/terapeutas a educar os nossos filhos.
A educação deve sempre começar pela família, antes dos outros meios sociais...
Abraço

mãedopedro disse...

olá siza, fui espreitar o teu blog e gostei muito do vídeo da appc-leiria com a música "somos iguais ...". de facto é preciso continuar a acreditar e ter tempo para podermos estar com qualidade com os nossos filhos, marido e também com os nossos amigos. Um beijo e força na tua/vossa luta.
Emília

Maria disse...

olá mae do Pedro. Visito varias vezes o vosso blog. Eu chamo-me Maria e tenho 17 se tal como o Pedro sou uma adolescente 'especial' porque tenho uma doença rara e esta doença está a afectar a minha audição, digamos que oiço a 15%. Recentemente começei a frequentar um curso de lingua gestual, estou a adaptar-me bem á minha nova 'fala'. Como isto tudo quero dizer que o Pedro, os pais e os manos são uns lutadores.
Obrigada e muitos beijinhos

Patrícia disse...

Olá!
Procuro pais ou familiares de crianças com lisencefalia, que é um defeito da migraçao neuronal). Se conheceres, por favor, pedes para me contactarem?
Obrigada.