domingo, fevereiro 25, 2007

será desta?

de repente, o ritmo de postagens neste blog abrandou, nem sei bem explicar porquê. devo estar a entrar em velocidade de cruzeiro. na verdade, a vida com uma criança portadora de deficiência é feita também de fases estacionárias, de rotinas. hoje o pedrinho está adoentado, uma dessas viroses que anda por aí. algumas secreções, tosse e febre, nada de especial para já. mas nas últimas duas semanas tem estado bastante bem, a fazer progressos na autonomia da marcha. com vontade e persistência, tem melhorado bastante o equilíbrio. passou definitivamente o período de adaptação às novas botas. das sequências de 10, 12 passos em liha recta de um sítio para outro, passou a um padrão diferente de marcha, com paragens, curvas, inversões de sentido, trajectos mais longos que vão de um lado ao outro da casa, sem qualquer apoio. pela primeira vez vimo-lo andar às voltas sobre si mesmo, até ficar tonto, como todas as crianças fazem. espero daqui a uns anos poder dizer que o pedro começou a andar aos 7 anos, por agora vamos com cautela, pois estes percursos são feitos de avanços e recuos e já por várias vezes pensámos que era desta que ele começava a andar autonomamente, e depois não foi.

6 comentários:

Grilinha disse...

É mesmo...as novidades vêm sempre a um ritmo muito lento e às vezes nem temos a certeza se é para ficar...ou se é uma fase boa...Bem sei.
Era muito bom que fosse desta.
Fico secretamente a torcer pelo Pedrokinhas ! Beijos

citizenmary disse...

Tempos e compassos de crescimento. Até nós os temos e somos, supostamente, adultos. As expectativas das conquistas dos nossos pequeninos são sempre muito vividas e muito intensas. Ao ritmo dos nossos sonhos e da sua força de vontade. Sempre de louvar e encorajar. Um beijo.

lobitas disse...

Como tinha saudades de vos ler,depois de por a leitura em dia.
Espero que essa virose passe rápido, pois nós estivemos uma semana inteirinha no hospital com uma virose desse genero, mas agora ja está tudo bem.
Fico revoltada com as pessoas que que ficam a olhar e a segredar comentarios umas ás outras, é realmente uma falta de sensibilidade, ignorancia e até estupidez, por enquanto ainda não sofremos muito nesse sentido, mas sabemos que o pior ainda esta para vir... mentes pequeninas....
Fico a torcer pelo Pedrinho para que consiga vercer esta etapa, que acontece o que for melhor.
Tudo de bom e muitos beijinhos para toda a vossa alcateia

Aninha "Mãe da Luz" disse...

Olá pai do Pedro.
Sou Ana Maria, mãe da Malê, que assim como vosso filho é portadora de deficiência.
Sou brasileira e vejo que mesmo que um oceano nos separe, as dores, ansiedades, alegrias, tristezas e especialmente a luta é a mesma.
Minha filha caminhou a solta com 12 anos e vejo que Pedro aos 7 anos já caminha na Lua.
Digo que eles caminham na lua pelo andar que tão bem conhecemos, que é um desiquilíbrio equilibrado e que somente eles são capazes disso, rs.
Pois bem, virei sempre saber notícias de Pedro.
Uma ótima semana.
Ana Maria.

Aninha "Mãe da Luz" disse...

Aqui rendo minhas homenagens à mãe de Pedro.
Que Deus sempre a ampare na palma de Suas mãos, dando-lhe forças e saúde.
Um grande abraço da mãe da Malê.
Ana Maria.

pedroepedrofilho disse...

Não só vocês, a minhas postagens tambem tem andado um bocado em camara lenta.
O tempo tem sido "curto".
As melhoras para o Pedro.
Abraço. Pedro