quinta-feira, dezembro 07, 2006

reunião

finalmente lá saiu a tão aguardada e desejada reunião entre os terapêutas da a.p.p.c. e o pessoal da unidade de surdos. foi ontem de manhã e calhou bem, porque eu estava disponível (quem por vezes tem que trabalhar ao fim de semana tem estes previlégios) e também estive presente. foram quase duas horas a falar sobre o pedrito e foi muito proveitoso para todos. o pessoal da unidade finalmente pode tirar todas as suas dúvidas sobre os posicionamentos correctos e estratégias para lidar com ele nos dias em que está mais hipotónico. as palavras de um fisioterapeuta têm bem mais peso do que as de um pai... o fiosioterapeuta "passou tudo a pente fino", desde a cadeira onde o pedro se senta até à mesa e ao "cantinho das histórias", passando pelas estratégias de deslocação (lá vai um andarilho para a unidade), etc. vai ser necessário um estrado para os pés do pedro não ficarem no ar quando ele está sentado e vão arranjar uma "prancha" com alguma inclinação para adaptar à mesa dele (que vão ser feitos pelos alunos da escola profissional da a.p.p.c.), para facilitar a postura de trabalho. depois veio a parte mais "difícil" - estratégias de comunicação e aprendizagem. a unidade está a introduzir progressivamente a comunicação pictórica (por simbolos gráficos) e os resultados estão a ser animadores. ou seja, o pedrinho tem agora que lidar com 3 códigos de comunicação: o gestual, o pictórico e a palavra escrita que acompanha todos os símbolos gráficos. estivemos todos a analisar o caderno diário dele e a ver os progressos feitos ao nível do domínio de pintura, desenho (relembro que ele é um "canhoto" forçado), ordenação de figuras que contam uma história, noção de número e quantidade, etc. verifiquei que em muitas coisas ele está bem atrás dos coleguinhas que são apenas surdos, o que me causa alguma tristeza. mas tem feito progressos, a capacidade de concentração numa tarefa está muito melhor, as professoras disseram que ele normalmente revela persistência, mas ainda tem dificuldade em perceber quando algumas actividades terminaram e em perceber qual o objectivo de determinadas tarefas. foi curioso assistir à troca de impressões entre as duas instituições, porque o trabalho na unidade é em grupo, os educadores têm que se repartir por vários miúdos, e na a.p.p.c. o trabalho é essencialmente individual, e por isso quer de um lado quer do outro houve algumas surpresas para a outra parte em relação às capacidades do pedro. a parte "tecnológica", chamemos-lhe assim, é que não correu como eu esperava. ficou decidido não introduzir o computador ainda, foram, quer de um lado quer do outro, da opinião de que o pedro está a fazer progressos em termos de manipulação dos instrumentos de escrita e de desenho e que se deve potenciar isso, ver até onde é que ele consegue ir em termos de manipulação. mesmo em termos de comunicação pictórica, a opinião foi de que seria melhor ele já conhecer bem os símbolos e ter-se habituado a manipulá-los fisicamente, antes de os utilizar no computador. por isso, durante este ano lectivo, computador é em casa e na terapia ocupacional. ficou logo agendada nova reunião para o mês de março, e foi bom verificar que quer de um lado quer do outro houve disponibilidade para se reunirem fora do horário de trabalho, pois as rotinas das instituições são muito pesadas, o pessoal tem que se desmultiplicar, etc., os condicionalismos do costume. no final, estavamos todos contentes, um bom clima, todos tinhamos aprendido um pouco mais sobre o pedro, é por isso que eu sou um defensor ferrenho do trabalho de equipa. e foi bom constatar que no fundo andamos todos à procura das melhores estratégias para potenciar o nosso pedrocas, que todos falaram dele com ternura (mérito dele, que consegue conquistar as pessoas) e que há de um lado e do outro abertura e flexibilidade para novas coisas. só é pena isto não acontecer com maior frequência...

3 comentários:

Grilinha disse...

O grande dinamizador desse grupinho é o teu Pedrocas. Ele é que motiva essa equipa cheia de vontade...
Muitos sucessos para essa equipa fantástica é o que eu desejo...Beijinhos e bom fim de semana prolongado...

lobitas disse...

Realmente quando o trabalho é feito em equipa tudo corre muito melhor, parece que as coisas são mais estudadas, parece que se dedicam de uma forma mais profissional, parece e é,... não é ? Por acaso eu penso que o nosso caso esta a ser bem acompanhado, temos uma equipa que nos esta a acompanhar no H. Pediátrico de Coimbra e aqui em Torres Novas (onde moramos) estamos a ser acompanhados pela equipa da intervenção precoce que tem sido incansável, é onde temos o acompanhamento da fisioterapia, terapia ocupacional, hidroterapia, e ainda tem outros serviços que de momento não estamos a usar. Pensamos que estamos a ser bem acompanhados. O nosso paço seguinte é a biopsia que em principio é em Janeiro. Vamos ver!!!
Tudo de bom para voces e um grande beijinho para o Pedro

AnaG. disse...

A coordenação entre serviços é muito importante, para que possa haver evolução e ao mesmo tempo ser corrigido o que não está bem.
Não é de admirar que o Pedro esteja mais atrasado que os coleguinhas. Também a problemática dele é diferente. Ele tem que ter o seu tempo...Ele vai conseguir...
Bom fim de semana.