quinta-feira, novembro 16, 2006

conquista



hoje ao deitar, a história da branca e do gato foi contada, à laia de experiência, sem imagens, só os gestos. e, sem o livro a atrapalhar-nos, os dois com as mãos totalmente livres para comunicar, as frases gestuais saíram uma a uma, na sequência habitual. os olhinhos a visualizarem mentalmente os desenhos, as mãozinhas a repetirem cada uma das frases, a cabeça a dizer que sim, que estava a perceber. quando acabei, foi ele que "disse" fim, os olhos já semicerrados. perguntei-lhe se queria outra vez, se queria o livro, e ele respondeu-me "não", "fim", "apaga a luz", "beijinho"... será que ele sonha com a branca e o gato?

7 comentários:

Pais eficientes disse...

Grças, também, às suas palavras estamos de volta!!!

Aguardamos o seu testemunho e, quem sabe, o da mãe do Pedro?! Ou então um a quatro mãos, o que dizem?

Promessa é dívida!

Bem-hajam!

Maria disse...

Sonha com certeza, tem bom gosto para histórias nos genes. Não tinha reparado que R. Heilein também andava aí por casa... Um dos meus autores favoritos de SF. Vivam os livros e as histórias que fazem sonhar grandes e pequenos!

Grilinha disse...

Sonha de certeza...não sei se com a branca e o gato, mas é de certeza com coisas muito boas !!! Beijinho e belo fim de semana.

ana disse...

Conheci este blog através da Grilinha. Delicio-me a ler cada post, o amor e a conquista que estão agarrados a cada palavra escrita. Tenho a certeza que o Pedro sonha...bons sonhos!
Ana

Anónimo disse...

Coom toda a certeza que vai sonhar com a branca e o gato mais bonito que consiga imaginar.....quando se adormece feliz como ele adormeceu só pode sonhar com lindas coisa..

Beijinhos e bom fim de semana

Carla

cloinca disse...

Ler-vos emociona-me sempre... deixa-me sempre sensibilizada. A vossa dedicação ao Pedro, o vosso esforço... vocês são pais fantásticos, sabiam?
Só um grande amor como o que nos liga aos nossos filhotes, especiais ou não, nos faz ultrapassar barreiras, muitas vezes criadas por nós mesmos...
Fica aqui o meu beijinho bem grande para todos!! tenham um óptimo fim de semana!

Anónimo disse...

aos pais do pedro:
cheguei aqui através da caixadesilêncios que visito com regularidade, pois tornei-me amiga da margarida a partir de um artigo da xis do público, na qual se anunciava um grupo de discussão, no qual participei.

e porquê? porque sou mãe de um "bonitão", com 32 anos, surdo severo/profundo e com ligeira descoordenação motora /paralisia cerebral, com uma qualquer designação que não recordo, nem me interessa.
o que me interessa aqui?
-a solidariedade com os pais do pedro-
interessa-me também e sempre, falar da minha experiência, de um árduo caminho percorrido... de uma autonomia alcançada pelo "rapagão": a condução, a casa própria, o desporto... os afectos, nem sempre compreendidos...
a integração escolar,(imaginem!) o 9º ano atingido, uma actividade profissional, o regresso agora mesmo, à escola nocturna...
não vou dizer que foi uma "benção de deus" dar à luz um filho com problemas...mas foi/é um grande desafio, um enorme orgulho, um vislumbre de felicidade por vezes...
muitas questões continuam a colocar-se após 30 anos, quanto à partilha social... (isso "dá pano para mangas...)
o que importa ainda aqui? a alegria, apesar de tudo, a que se junta uma solidariedade autêntica, sem rodeios, nem tão pouco "lamechas".

um beijo ao PEDRO.

cris

nota:tenho aprendido que uma das coisas que mais detestam é a designação "DEFICIENTE", os nossos filhos não se sentem deficientes, sentes surdos, invisuais, ou ´outro`.